terça-feira, 29 de abril de 2008

Método Fácil de se Perder Dinheiro I

Frio, salgadinhos, sacoleiros, soneca em aeroporto. Para lembrar tudo o que ocorreu antes da criação desse blog, vai ser preciso esforço mental. E depois da última viagem, não sei se dou conta. Mas não custa tentar.

Conto pra vocês uma história específica. Há alguns dias criei o Método Fácil de se Perder Dinheiro, uma publicação feita em fascículos (a cada segunda-feira) e de nome auto-explicativo. A situação em que escrevi os métodos é no mínimo inusitada: estava deitado no banco do aeroporto de Guarulhos, de pernas cruzadas e cara de puto. Calma, explico:

Era dia 17/03, fazia a terceira viagem das várias segundas-feiras. Como sempre iria pegar o vôo 3357 da Tam, de Guarulhos para Foz do Iguaçu, às 23h45. Mas não foi bem o que ocorreu. Cansado de esperar no saguão de baixo, subi um pouco e fiquei esperando a moça do sistema de som chamar - afinal aquela chata nunca cala a matraca ("Pay attention, please...").

Mas ela nunca chamou. Ou eu não ouvi. O fato é que dei uma 'pescada' de 15 minutos; sabe quando o cansaço é tanto que vc deixa a cabeça cair e dorme? Para mim fora instantâneo. Para o resto do mundo foram mais de 10 minutos. O suficiente para chamarem, chamarem, chamarem e nada.

Quando desci esbaforido e vi o saguão vazio pensei: "ferrou". Perguntei e ouvi o óbvio: "Seu vôo já está no ar". Resumo da ópera, arquei com um acréscimo de 120 reais no valor da passagem e tive que encarar uma noite mal dormida no aeroporto. Lembro-me de me revirar no banco, acordar de meia em meia hora para ver as horas e de escutar uma vozinha de comentarista esportivo martelar em minha cabeça (pudera, estava debaixo da TV sintonizada na ESPN).

Depois do primeiro fascículo, recordei outros episódios e a publicação segue bem. Já empatamos com O Monge e o Executivo e a tendência é alcançar O Segredo, na lista da Veja, ainda nesta semana.

Um comentário:

disse...

como fazer amigos e murilar as pessoas.